Treinamento para gerentes: como aplicá-lo nas franquias?

Treinamento para gerentes: como aplicá-lo nas franquias?

Treinamento para gerentes: como aplicá-lo nas franquias?

Os gerentes das lojas são peças-chave de uma rede de lojas ou franquia e os maiores responsáveis pelo resultado do time de vendas. Por isso é importante que toda marca invista no treinamento e desenvolvimento dos seus gerentes e colaboradores da loja.

Sendo assim, o treinamento para gerentes serve como um diferencial competitivo para que as as grandes marcas potencializem seu capital humano, diminuam erros e aumentem o faturamento. Assim, o treinamento não deve ser encarado como um custo a mais, mas sim como um bom investimento.

Se você quer alta performance (com produtividade) e melhores resultados, continue a leitura para obter todas as dicas de como treinar os seus gerentes.

Amolando o machado…

Fala-se muito mais em treinamento para colaboradores do que para gerentes. Mas, se é esse profissional que vai orientar a equipe, não tem porque não potencializar seu conhecimento técnico e suas habilidades de gestão por meio da capacitação.

Para atingir melhores resultados, é importante que o treinamento forneça também um bom conhecimento de mercado, como os aspectos positivos e negativos dos concorrentes, para que haja um plano estratégico de crescimento de vendas em cima disso.

E ainda é fundamental ensinar a orientar os negócios para que todas as soluções pensadas para melhorar o desempenho não sirvam simplesmente para aumentar o fluxo de ideias e tornar a gestão mais complexa. É preciso que os treinos direcionem as pessoas para soluções eficazes e que, de fato, aumentem a produtividade.

Sem contar que uma capacitação prática das tecnologias usadas nas loja precisa estar em pauta para atualizar o profissional e potencializar a gestão das ferramentas usadas diariamente nos pontos de venda.

Quais são os principais tipos de treinamento para gerentes?

1. Foco nas pessoas

A gestão de pessoas é uma parte importante da cultura da marca. Para que os colaboradores tenham brilho nos olhos e de fato, vistam a camisa da corporação, o RH possui um papel importante quando o assunto é pessoas e propósito de marca.

Como geralmente é o gestor de franquias que mais se envolve e convive com esses colaboradores no dia a dia, na teoria ele se torna a pessoa mais capacitada para entender suas dificuldades, capacidades e habilidades. Então, o papel dos profissionais de Recursos Humanos se alia ao dos gestores, que devem levar certas demandas do time — por exemplo, quais pessoas pretendem promover ou transferir para outro setor — ao RH.

Vale lembrar que todo este processo se inicia por uma boa entrevista. O recrutamento é fundamental antes do onboarding de colaboradores!

Perfil profissional – Use ferramentas que facilitam na identificação de papéis!

Para isso, o treinamento para gerentes deve oferecer ferramentas que auxiliam na identificação do perfil dos colaboradores

É o caso do teste MAPP, normalmente utilizado para identificar carreiras com as quais o indivíduo tem mais afinidade. Há ainda o DISC, que reconhece os aspectos psicológicos e detecta as habilidades sociais das pessoas. Por sua vez, em alguns casos, dinâmicas de grupo, se bem aplicadas, podem ser uma ferramenta útil para ajudar os supervisores de lojas a conhecerem os colaboradores.

Percebeu como há muitas responsabilidades para o gestor de franquias? Por essa razão, o treinamento de gestão de pessoas deve introduzir conhecimentos sobre como engajar os colaboradores ajudá-los a se adaptar à marca e à sua cultura, avaliar e reconhecer seu desempenho, entre outros. Dessa maneira, a corporação otimiza o trabalho da equipe.

Uma dica importante para que os gerentes que passam pelos treinos consigam se sair melhor e absorver o máximo de conhecimento é ter transparência e deixar claro a importância desse tipo de ação para o desenvolvimento pessoal e profissional de cada um. No final, uma equipe que entende a importância dos treinos podem estar melhor capacitados.

Comunicação facilitada

O ditado já diz: quem não se comunica, se trumbica! Qualquer segmento, seja de varejo ou não, precisa ter uma boa comunicação entre equipes para conseguir obter aqueles cobiçados resultados planejados no começo do ano! Quando se trata da comunicação dos gerentes de loja ao supervisores e consultores da rede, isso se torna ainda mais importante.

Afinal, o mundo dos negócios precisa de soluções rápidas, pouca burocracia e otimização de tempo para funcionar bem. Então, não vai ajudar muito se os gerentes não souberem passar suas orientações para os vendedores de forma clara e objetiva. E o mesmo ocorre para orientações que os supervisores e consultores da franquia que precisam ser passadas aos gerentes.

Imagine um ambiente profissional com formalização excessiva, por exemplo, no lugar de uma comunicação mais simples e que estimula o bom relacionamento interno e gera satisfação nos colaboradores da marca. Parece pouco produtivo, não é mesmo? Assim, invista em treinos de comunicação.

No entanto, tenha em mente aberta. Quando se trata de liderança, comunicar é muito mais do que falar. É engajar, e, para isso, nada melhor do que ouvir o outro. Até porque, se você tomar uma decisão antes de entender, há grandes chances de não ter resultados satisfatórios.

Gerenciamento de processos

Como já foi dito, uma das principais funções dos cargos de gerência e supervisão é delegar tarefas de maneira eficiente. Para atingir esse objetivo, é fundamental que esse profissional avalie as capacidades e competências de cada um. Dificilmente os gestores que não conseguem realizar bem essa função conseguem se transformar em bons líderes.

Outro ponto que merece atenção é a etapa de encarregar encarregar demandas. Geralmente esta etapa é feita de forma irresponsável apenas para se livrar do trabalho. Por isso, é imprescindível que, ao delegar tarefas, o gestor acompanhe o progresso de cada um para colaborar com o crescimento dos profissionais e até descobrir se eles realmente são produtivos e eficazes para o que foi solicitado.

Para facilitar esse processo, há alguns passos recomendados que devem ser seguidos:

  • definir prazos e acompanhar o cumprimento deles;
  • dar crédito e bonificações para aqueles que realizarem um bom trabalho;
  • oferecer direcionamentos claros;
  • além de delegar a tarefa, oferecer autonomia e responsabilidade para execução;
  • de acordo com as habilidades, você conseguirá ter uma equipe que se completa. 

Então, percebeu a importância do treinamento para gerentes? Lembrando que, ao utilizar métricas sobre o negócio, você consegue identificar os gaps que dificultam o aprendizado e ter insights que ajuda a marca em busca dos resultados.

E aí, gostou do nosso post? Aproveite a visita em nosso blog para assinar nossa newsletter e receber nossas atualizações de conteúdo diretamente em sua caixa de entrada. Até o próximo conteúdo!


Você também pode gostar de…


Comentários (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este artigo foi útil para você?

Somos uma plataforma incrível de análise de performance de varejo. que conecta de forma inteligente o gestor e a sua equipe de vendas. De maneira fácil, dinâmica e intuitiva, levamos estas respostas para você!

Av. Feliciano Sodré, 300 - Várzea (Sala 604), Teresópolis - RJ, 25963-082

Conteúdo

Contatos

comercial@indeva.com.br
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados | Website desenvolvido por Erik Perin